Qual é o seu PMTQ?

LuAnn Piccard, membro do Board do PMI, evidenciou competência importante para o gestor de projetos.

Abrindo a programação do segundo dia do XIV Congresso Brasileiro de Gestão, Projetos e Liderança, LuAnn Piccard, membro do Board do PMI, conduziu os congressistas a refletir sobre o papel do gerenciamento de projetos no mundo – fomentado pelo PMI – e apresentou o conceito de Project Management Technology Quotient (PMTQ).

“Em 1969 – ano de fundação do PMI – o mundo era algo muito diferente. O mundo precisa de habilidades essenciais e expertises. Nos últimos 50 anos conseguimos contribuir com recursos valiosos em todos os mundos e ampliar nossas certificações. Toda mudança que apoia a transformação digital será feita por projetos e programas e a responsabilidade será nossa”, expôs LuAnn.

Apesar de todas as diferenças, quase todas as organizações estão falando de disrupção digital. “Essa rede nos ajuda a capitalizar as mudanças. Precisamos encontrar novas formas de digitalizar e influenciar o mundo, sabendo que só irá aumentar. O mundo está se projetificando. Somente no Brasil devem surgir mais de 200 mil vagas* no futuro e nós, do PMI estaremos no centro dessa transformação”, destacou.

Para ela, uma boa gestão de projetos entrega bons resultados e muitas empresas desperdiçam recursos devido à má performance. “Empresas com alta performance valorizam a gestão de projetos. É preciso ter patrocinadores engajados, estratégia e controle de escopo”.

Nesse cenário, surge a pergunta:

Qual é o seu PMTQ?

Segundo LuAnn Piccard, o PMTQ do gerente de projetos é um ingrediente essencial. Ele representa a “habilidade da pessoa de se adaptar e integrar a tecnologia aos projetos e às necessidades da empresa”.

Ela apontou três características relacionadas ao PMTQ:

Curiosidade – manter sempre ativa a busca por conhecimento, tecnologias e perspectivas referentes ao mercado e projetos;

Liderança – papel do gerente de projetos atento ao PMTQ não só gerenciar pessoas, mas gerenciar tecnologia forma especial para impactar as pessoas de forma positiva;

Talentos – empresas atentas ao PMTQ devem recrutar, preparar e reter talentos para que cresçam continuamente.

“Cada um de nós faz parte de uma família de 14 mil voluntários. Gerente de projetos não subestime o impacto que você causa. Ótimas ideias fazem com que o mundo rode. Estamos ajudando organizações, ajudando o mundo!”, conclui LuAnn.

 

Deixe uma resposta